Há muitos, muitos anos existia uma bruxa, chamada Marlene. que tinha sido expulsa da ordem dos médicos por não querer aceitar os cheques dentista.

– Estou melhor assim! Pelo menos não tenho de ouvir gritarias, de cada vez que arranco um dente sem anestesia! Eles pensam o quê?…

E montada num aspirador, que estava a pagar em suaves prestações, desapareceu no céu em direcção a Melides. Ora Melides para quem não conhece é um descanso (zzzzzzzzzz). Não tem lojas, não tem divertimentos, não tem pessoas… Pronto O.k tem lá duas pessoas, olha… as duas estão de costas… parece que estão de partida… -Adeus!

Voltando à Marlene, de vingança decidiu construir uma casa toda de caramelo e chocolate e pensou: – Quem quiser vir aqui dar uma dentadinha…vai ficar aflito dos dentes e eu cá estarei hi,hi,hi.para ajudar. Neste momento uma pomba incontinente pousa-lhe na cabeça.

Os dias passaram, as semanas e nada ninguém aparecia para comer a casinha da bruxa. Desesperada e com fome, Marlene começa a comer a sua própria casa… é só um bocadinho da porta, pensou e da janela e do telhado…Ai, ai a minha barriga, comi a casa toda! Nesse instante, chega um autocarro de turistas da Islândia e um pára e pergunta-lhe:

– Sabe se há por aqui alguma coisa que se coma? 

A bruxa gritou: -Porque eu?!!!

O turista retorquiu -Porque não está aqui mais ninguém? Dah?? 

      

Crónicas da Ana 

.